sexta-feira, 30 de agosto de 2013


Vive de vontades (ou não) Uma curiosa incontrolável, praticante exemplar da arte de irritar. 
Fala de amor, livros e religião - enquanto você faz cara de que aquilo não faz o menor sentido-. Uma locomotiva, não um vagão de cargas. Gosta de ficar as vezes parada, pensando. Gosta de coisas simples, pessoas simples, pelo próprio inverso de si. Sempre pensa no que virá depois. Esquecida, pedestre, calça jeans, camisa, músicas. Tem bons amigos, não muitos, mas verdadeiros! Companheiros, cúmplices, farinhas do mesmo saco, keridinios. Balbucia palavras rasas em volta de sentimentos profundos. Ônibus intermunicipais, br's e saudades. Gosta de balançar o corpo e o mundo num movimento só. Se revela aos poucos. Busca as coisas do alto. Um pouco indecisa e bastante ponderada -e tem seus motivos-. Desastrada, letras minúsculas, doces e fotos. Ama cumprimentar com abraço que assim se revela em alto e bom som.
Comentários
1 Comentários

Um comentário:

Neto Marques disse...

Amei teu texto, top!

Beijos.

http://netomarqs.blogspot.com.br/2013/08/entrevistando-gabriela-amorim.html